Como cuidar de um coelho com estase gastrointestinal

Como cuidar de um coelho com estase gastrointestinal

A estase gastrointestinal além de ser um dos problemas de digestão mais comuns entre os coelhos, possui diversas causas. Quando pensamos na saúde dos coelhos é importante notar que eles não demonstram os sintomas quando estão doentes. Isso acontece porque são presas.

Na natureza, os animais doentes são identificados com mais facilidade pelos predadores. Esse instinto de autopreservação, existe também em coelhos domesticados. Por isso é essencial monitorar com frequência se o seu coelho apresenta alguma mudança no comportamento. 

Causas da estase gastrointestinal

  • Doença dentária.
  • Estresse.
  • Dor de uma doença que eles não demonstram ter.
  • Dieta com poucas fibras.
  • Falta de exercícios.
  • Letargia. Ele fica quieto em um cantinho e não vai interagir muito.

Reconhecendo os sintomas

A estase gastrointestinal nem sempre é evidente nos coelhos, principalmente nos estágios iniciais da doença. Como os coelhos são presas, eles tendem a esconder sua dor para não parecer vulnerável ao predador. 

Caso você identifique esses sintomas, é muito importante levar o seu coelho imediatamente ao veterinário. A Estase Intestinal é uma das maiores causa de morte em coelhos. As vezes, quando ele chega a apresentar os sintomas, é uma questão de horas… Além disso, essa doença causa extremo sofrimento aos coelhos.

Agora confira os principais sintomas da estase intestinal em coelhos.

1. Sem fezes, Pelotas fecais pequenas e/ou mal formadas

Se o seu coelho está produzindo menos fezes que o habitual ou parou completamente, ele provavelmente tem estase gastrointestinal. Esse é o principal sintoma.

2. Falta de apetite e sede

Outro sintoma importantíssimo da doença é a falta parcial ou completa de apetite. Quando ele para de se alimentar totalmente é fácil de identificar.  O problema é quando ele vai tendo uma lenta perda de apetite. E quando você tem mais de um coelho, fica mais difícil de identificar. Além de comer menos, seu coelho vai beber menos água, o que pode causar uma grave desidratação.

Em vez de comer sua comida normal, o coelho pode comer objetos não alimentícios, como papel ou madeira, para tentar aumentar sua ingestão de fibras.

A fibra ajuda a mover a comida através do trato gastrointestinal, então talvez seu coelho fique desesperado buscando comer qualquer coisa para obter mais fibras em seu sistema digestivo.

Considere manter um diário alimentar onde você pode registrar quanto você deu ao seu coelho para comer e quanto ele realmente comeu. Esse hábito é muito útil não apenas para identificar a estase intestinal como também outras doenças. Além disso, um diário do coelho vai ajudar o médico veterinário a obter um diagnóstico mais rápido, o que aumenta as chances de sobrevivência do coelho.

3. O comportamento do coelho ficará letárgico

O comportamento geral do seu coelho vai mudar se ele tiver estase gastrointestinal, mesmo que ele tente esconder no início, o humor vai começar a mudar. Seu coelho, por exemplo, além de se tornar letárgico pode ficar deprimido. Por causa de sua dor intensa o coelho vai começar a se curvar e pode ranger os dentes devido à dor.

3. Toque o abdômen do coelho

À medida que a estase gastrointestinal progride, o intestino do coelho se enche de gás. Se o seu coelho permitir, coloque gentilmente as mãos no abdômen dele, que provavelmente estará pastoso e/ou inchado. Lembre-se de que seu coelho pode estar com muita dor, então é possível que o toque no abdômen desperte desconforto nele.

Tratamento da estase intestinal

1. Leve seu coelho ao veterinário.

A estase gastrointestinal pode ser uma ameaça à vida, por isso não perca tempo em levá-lo ao veterinário. Seu veterinário vai avaliar o coelho fisicamente e executar vários testes de diagnóstico para confirmar a estase gastrointestinal. Durante o exame físico, o profissional vai palpar o abdômen do coelho e colocar o estetoscópio no local para ouvir os sons intestinais.

Seu veterinário vai examinar também a boca do coelho, já que até mesmo doença dentária pode causar a estase gastrointestinal.

Além de exames físicos o veterinário pode levar várias amostras (fezes, urina, sangue) para exames. É comum também que seja feita uma radiografia do abdômen do seu coelho para ver melhor o trato gastrointestinal dele.

O profissional vai precisar garantir que o coelho tem estase gastrointestinal invés de bloqueio intestinal, pois essas duas condições são tratadas de formas diferentes. A diferença entre os dois será aparente na radiografia abdominal. Se o seu coelho tem uma obstrução, isso também precisa ser tratado.

Não tente diagnosticar a estase gastrointestinal por conta própria. Além de ser difícil reconhecer a doença no início, muitas outras se assemelham à estase gastrointestinal. Conte com um médico veterinário especializado em exóticos durante o processo.

2. Alivie a dor

Cuidados intensivos com seu veterinário são necessários para tratar a estase gastrointestinal. O plano de tratamento do seu coelho será divido em partes, uma delas é o alívio da dor. Quando o intestino do coelho se enche de gás, isso pode esticar as paredes do intestino e causar dor intensa. Além disso, a dor pode causar estase gastrointestinal, portanto o alívio da dor é um aspecto importante no tratamento dessa doença.

A dor em um coelho diminui a resistência e as chances de recuperação dele. Por isso é importante mitigá-la já no início do tratamento. Além disso, há casos em que coelhos morrem só de sentir uma dor intensa. Vários analgésicos estão disponíveis para coelhos, mas o veterinário vai decidir qual medicação funcionará melhor para o seu.

3. Reidrate seu coelho

Com estase gastrointestinal, o coelho costuma beber menos água. Seu corpo vai extrair água do trato gastrointestinal, que em seguida se espalha para outras partes do corpo, na tentativa de se manter hidratado.

Para tratar seu coelho o veterinário vai precisar reidratar não somente o coelho como um todo, mas também reidratar o trato gastrointestinal para que os alimentos possam se mover mais facilmente.

A reidratação também fornecerá ao coelho os nutrientes necessários e os fluídos ajudarão a estimular a motilidade intestinal.

4. Alimente o seu coelho

 A anorexia pode causar sérios problemas de saúde em coelhos, como por exemplo, a doença do fígado gordo e úlceras gástricas, mesmo depois de apenas 12 horas sem comer.

 Como seu coelho não se alimentou devido à estase gastrointestinal, é fundamental que ele comece a comer novamente. O veterinário provavelmente vai alimentá-lo com uma comida de emergência.

 Se o seu coelho não estiver forte o suficiente para comer por conta própria, o veterinário forçará a alimentação com uma seringa ou o alimentará por uma sonda nasogástrica.  

 Além desse alimento de emergência, o profissional oferecerá ao coelho feno e folhas verdes.

 Como o feno de alfafa pode causar inchaço, seu veterinário vai alimentar o coelho com algum tipo de feno de gramíneas como por exemplo, timóteo, aveia ou bromo.

Dica: Ervas frescas como hortelã, manjericão e erva-doce podem estimular o coelho anoréxico a comer.

 Talvez o veterinário queira usar um estimulante de apetite como a vitamina B. Seu coelho precisará ser alimentado com frequência (cada 3 à 6 horas) para evitar complicações da anorexia, restaurar nutrientes e estimular a motilidade intestinal.

5. Restaure a motilidade intestinal normal

Além de alimentar e reidratar seu coelho, o veterinário dará os medicamentos para que o intestino se mova novamente. O profissional vai determinar se o seu coelho tem um obstrução como. por exemplo. uma bola de pelo, através dos testes diagnósticos anteriores.

Os antibióticos devem ser usados com cautela ao tratar a estase gastrointestinal em coelhos. Pois o uso excessivo pode levar ao desenvolvimento de bactérias resistentes ao tratamento, dificultando ainda mais esse processo.

6. Não permita certos tratamentos

Existem tratamentos que devem ser evitados ao tratar a estase gastrointestinal em coelhos, como por exemplo iogurte e probióticos não são recomendados, uma vez que o amido de leite e o açúcar nessas substâncias podem alimentar as bactérias ruins que crescem no trato gastrointestinal do coelho. Não permita que o coelho se alimente de cecotrofos (o ato de ingerir as fezes), não é uma boa ideia pela mesma razão.

Você pode ter ouvido falar que abacaxi é um bom remédio para bola de pelo em coelhos. Já que bolas de pelo podem se formar como resultado da estase gastrointestinal. No entanto, as enzimas do abacaxi não conseguem quebrar a queratina, o principal componente do cabelo.

Como prevenir o aparecimento de estase gastrointestinal

1. Alimente seu coelho com uma dieta rica em fibras

Como você pôde ver o tratamento da estase gastrointestinal em coelhos é intensa, longa e desgastante para nossos orelhudinhos. Então é muito mais fácil prevenir do que tratar. Uma das melhores maneiras de prevenir a doença é alimentar seu coelho com uma dieta rica em fibras.

O feno é uma excelente fonte de fibras, portanto certifique-se de que o coelho tenha acesso ilimitado à feno novo e de boa qualidade. O feno mais fresco provavelmente estará em sua loja local, quanto mais fresco, mais nutrientes ele terá.

Seu coelho também pode obter muita fibra em vegetais frescos como verduras, aipo e pimentão verde. A comida que você alimenta seu coelho deve ter pelo menos 18 à 20% de fibras.

>>> Veja aqui alimentos recomendados para coelhos.

2. Aumente a quantidade de água

Além da fibra, a água é essencial para manter a comida em movimento no trato gastrointestinal. Uma maneira mais fácil de fazer seu coelho beber mais água é colocar em uma tigela, encha à tigela com frequência para garantir que o coelho tenha água suficiente para beber o tempo todo.

A qualidade da água é muito importante, também. Ela deve ser sempre fresquinha (trocada várias vezes), fervida ou filtrada para evitar parasitas e outras complicações.

Se você não estiver em casa para abastecer a tigela, coloque água em um bebedouro, assim seu coelho pode beber sempre que quiser.

3. Diminua o estresse do seu coelho

Como vimos, o estresse pode causar estase gastrointestinal. Então você deve tentar identificar e remover os motivos de estresse do seu coelho. A superlotação é um exemplo, se você tiver mais de um coelho talvez seja necessário separá-los para aliviar a superlotação.

O calor excessivo também pode ser estressante para coelhos, se o espaço dele estiver perto de uma janela onde recebe muito sol, procure alternar para um espaço onde receba menos sol.

Manter brinquedos diferentes no ambiente do seu coelho pode mantê-lo ocupado e ajudá-lo a se sentir menos estressado quando você não está por perto para brincar com ele. Certifique-se também de que seu coelho está se exercitando com frequência.

Se você fizer alguma alteração na dieta ou rotina do seu coelho faça isso gradualmente, pois mudanças rápidas podem aumentar o estresse.

4. Leve seu coelho ao veterinário regularmente

Visitas regulares ao veterinário ajudam o profissional a detectar e tratar doenças subjacentes que poderiam levar à estase gastrointestinal. Por exemplo, o veterinário pode verificar os incisivos e os molares do seu coelho para ver se o crescimento deles está afetando a capacidade do coelho ao mastigar sua comida.

Visitas regulares ao veterinário podem ser caras mas na verdade são baratas em comparação com o custo do tratamento da estase gastrointestinal. Além disso, algumas clínicas oferecem planos de saúde que ajudam a diminuir os custos. Quando você optar por adotar um coelho, tem que ter em mente que uma rotina de visitas ao médico veterinário é essencial. Então considere esse item também em seu orçamento.

Fontes: http://myhouserabbit.com/rabbit-health/gi-stasis-in-rabbits-a-deadly-condition/

https://www.wikihow.com/Care-for-a-Rabbit-with-GI-Stasis

Imagem: unsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *